.
.

26 de maio de 2008

Psicanálise e literatura em Brasília


No dia 28 de maio, às 19h30, o Centro Cultural Banco do Brasil de Brasília realiza o primeiro debate do programa Psicanálise & Literatura, que tem por objetivo discutir os principais conteúdos da teoria psicanalítica a partir de grandes obras da literatura mundial.
Freud foi o primeiro a reconhecer as estreitas afinidades entre a psicanálise e a literatura, num texto clássico, do início do século XX, intitulado Escritores Criativos e Devaneios. São essas afinidades que o CCBB quer discutir com o novo programa. "Querermos tornar acessível ao grande público os principais conceitos da psicanálise, utilizando para isso a literatura e depoimentos de escritores, artistas e de psicanalistas, que vão tratar o assunto a partir de histórias universais, que tocam a todos nós", diz Maria Luzineide Medeiros Soares, gerente geral do CCBB de Brasília.
Dentro dessa ótica, o complexo de Édipo será analisado a partir do contexto da tragédia grega; a questão da sexualidade feminina, por meio da obra libertária de Hilda Hilst; o ciúme, pelos olhos de Dom Casmurro, de Machado de Assis; a função do analista, pelo viés do romance policial, criado por Edgard Allan Poe; as psicoses, a partir da escritura polissêmica, onírica e fragmentária de James Joyce, em sua obras-primas Ulisses e Finnegan's Wake.
Os debates acontecem mensalmente, de maio a novembro, com exceção de julho. Além de Tania Rivera e de Fernando Bonassi, entre os artistas e psicanalistas confirmados para o programa estão os escritores Mario Prata, Marina Colasanti, Tony Bellotto, Nicolas Behr; escritor, tradutor e professor da USP, Jaa Torrano, e os psicanalistas Anna Verônica Mautner, Betty Milan, Daniela Chaterlard, Luiz Celes e Miriam Chnaiderman.
.
Programaçã completa do ciclo:
28 de Maio - 19h30 às 21h30
O Escritor e o Lúdico
Para Freud devemos procurar na infância, nos jogos e nas brincadeiras, os traços da atividade imaginativa do escritor e do artista em geral. Como o escritor lida com o desejo e com o lúdico?Tania Rivera e Fernando Bonassi
17 de Junho - 19h30 às 21h30
Édipo e a Esfinge
O que a teoria psicanalítica deve à literatura? Podemos afirmar que a psicanálise se apropriou da literatura, em especial da tragédia grega, para constituir alguns de seus principais conceitos, como o complexo de Édipo?Miriam Chnaiderman e Jaa Torrano
19 de Agosto - 19h30 às 21h30
Literatura, Psicanálise e Feminilidade
Como a teoria freudiana vê o feminino? Como a sexualidade feminina se expressa na obra de algumas de nossas autoras, em especial na prosa poética e irreverente de Hilda Hilst?Daniela Chatelard e Marina Colasanti
23 de Setembro - 19h30 às 21h30
Capitu e Bentinho: Entre o Amor e o Ciúme
A partir de uma leitura psicanalítica da obra-prima de Machado de Assis, Dom Casmurro, com entender o desejo, o amor e o ciúme doentio de Bentinho por Capitu?Anna Verônica Mautner e Mario Prata
22 de Outubro - 19h30 às 21h30
Poe e o Romance Policial
Uma forma de pensar a relação entre psicanálise e literatura é o gênero policial, criado por Edgar Allan Poe. Podemos aproximar o analista do detetive, já que ambos estão aí para interpretar uma história que não lhes pertence e da qual têm apenas indícios?Luiz Celes e Tony Bellotto
28 de Novembro - 19h30 às 21h30
Joyce e o Fim da Narrativa Linear
De que maneira os grandes escritores do século XX, em especial James Joyce, em suas obras-primas Ulisses e Finnegans Wake, utilizaram a psicanálise para criar novas formas de narração?
.
ENTRADA FRANCA
.
Informações:
CCBB Brasília
SCES Trecho 2, lote 22
Tel.: (61) 3310-7087
.

Um comentário:

cesarkiraly disse...

Prezada, parabéns pelo site, adoro ver que as tramas da psicanálise surgem, como bom gosto, também no mundo dos blogs. Um beijo e tudo de bom. Cesar Kiraly